Comunidade

2 dezembro 2015 | By: Imprima 3D | 0 Comentario

Mais um caso da impressão 3D ajudando os animais.

A gansa Vitória foi o primeiro animal da espécie e receber uma prótese impressa em 3D. Ela foi encontrada pelo sr. Christian Negrão, da ONG Amigos do Mar, na cidade de Ilha Comprida a 18 Km de Santos (SP).




O seu estado inicial era deveras chocante.


gansa


Parte considerável da rinoteca (parte de cima do bico) e da gnatoteca (parte de baixo do bico) estava ausentes.




Utilizando seus conhecimentos de Odontologia o Dr. Paulo Miamoto inicialmente fez um molde do bico do animal.


 


Em seguida o próprio Dr. Miamoto fez vários traços no modelo gerado, para facilitar o trabalho do algoritmo de fotogrametria A partir daí começou o meu trabalho.


Essas fotos foram enviadas ao PPT-GUI que converteu-as em uma nuvem de pontos. Os arquivos gerados foram importados no MeshLab e a nuvem de pontos foi convertida em uma malha 3D. As fotografias projetaram a textura que envolveu o modelo virtual. O arquivo foi exportado como Colldada (.DAE) ao Blender.


A saída de ar das vias respiratórias foram mantidas no bico modelado a partir do molde digital, já na escala. O trabalho foi possível graças a um addon desenvolvido por Dalai Felinto a pedido do Dr. Everton da Rosa, um Cirurgião-Dentistas que cedeu o script (em desenvolvimento) para o nosso trabalho. Esse addon trouxe o Cork, um standalone de booleanas 3D complexas para dentro do Blender.




O modelo resultante foi exportado como STL e aberto no programa Slic3r, que criou Gcodes para uma impressora 3D.




O arquivo Gcode nada mais é do que uma sequência de instruções em modo texto que é lida pela impressora 3D de modo a materializar objetos a partir deles.


O modelo impresso encaixou-se per-fei-ta-men-te no molde criado pelo Dr. Miamoto, que também foi o responsável pela impressão 3D e pelo tratamento do modelo que recebeu uma camada de proteção com a cor amarela.




Com o protótipo em mãos o procedimento cirúrgico teve início. Os anestesistas Dr. Marco Antônio Ramiro de Campos e Dr. José Pedro Estrella, abriram os trabalhos. Em seguida, os médicos veterinários Dr. Roberto Fecchio e Dr. Sérgio Camargo, da Universidade de São Paulo (USP), junto com o cirurgião-dentista Dr. Paulo Miamoto, da Unicamp adaptaram a prótese.




O procedimento foi um sucesso total e hoje a gansa Vitória encontra-se perfeitamente adaptada com a prótese do bico.

Deixe sua mensagem

Você precisa estar logado para poder comentar. Se não possui uma conta registre-se