Comunidade

26 fevereiro 2015 | By: Imprima 3D | 0 Comentario

“Reinventar a roda” isso já não soa como clichê

RALLY DOS ROBÔS: IMPRESSÃO 3D CRIA RODAS MAIS FLEXÍVEIS E EFICIENTES


Inspirado em uma casca de laranja, projeto da Universidade de Ohio facilita movimentação de robôs e máquinas em terrenos acidentados

“Reinventar a roda” é uma expressão que soa quase sempre como clichê, mas não no caso de Carter Hurd. O premiado projetista de robôs da Universidade de Ohio criou rodízios robóticos capazes de se movimentar com eficiência em vários tipos de terreno. E com um detalhe importante: é o primeiro modelo a ser produzido pela impressão 3D. Embora continue redonda, a roda de Hurd tem pontas agudas que facilitam a movimentação por terrenos acidentados, com lama ou com areia, que normalmente são obstáculos sérios à movimentação. 

Hurd vem construindo robôs desde seus tempos de ensino médio, montados a partir de camadas de PVC cortadas manualmente com muito esforço e paciência, mas na Universidade de Ohio teve a oportunidade de trabalhar com uma impressora 3D, o que lhe abriu toda uma gama de novas possibilidades. Assim como Sir Isaac Newton teria descoberto a lei da gravidade ao ver cair uma maçã, Hurd visualizou a possibilidade dessa nova roda ao chupar uma laranja e observar o formato de sua casca cortada. E, graças à impressão 3D, conseguiu transformar em realidade a simples imagem que lhe veio à cabeça.

As pontas agudas das rodas são intercambiáveis, com versões mais adaptadas aos diferentes tipos de terreno que o robô ou máquina deverá percorrer. E todas elas contam com um elemento importante: são equipadas com sistema de GPS para facilitar sua localização. Produzidas com plástico ABS (sigla em inglês de Acrilonitrila Butadieno Estireno), as rodas têm maior flexibilidade e adaptabilidade. No futuro, Hurd pretende fabricar modelos de metal para uso na neve ou no gelo.

Deixe sua mensagem

Você precisa estar logado para poder comentar. Se não possui uma conta registre-se